Central de Atendimento ou contato@dotlink.com.br

3223.7233

Yahoo! diz como agir nos links patrocinados

Esta é a afirmação de Guilherme Ribenboim, presidente da empresa no País.

O percentual ainda é baixo, na opinião de Ribenboim. "As empresas que não incluem esta ferramentas em suas campanhas estão perdendo uma grande oportunidade, principalmente no caso dos profissionais liberais e pequenas empresas”, disse.

O presidente do Yahoo! Brasil participou do Seminário INFO sobre Marketing de Busca, realizado no dia 28 de abril, em São Paulo. Ele afirma que a empresa tem de 15 a 20 mil anunciantes ativos por trimestre.

Ribenboim aconselha às empresas a iniciar o uso dos links patrocinados comprando palavras bem específicas em relação ao seu negócio. “Fizemos uma pequisa que revelou que a compra de palavras abrangentes e a adoção de um site ruim trazem um resultado negativo que leva os clientes a desistirem dos links patrocinados”, disse.

Os sites das empresas devem ser objetivos e evitar o uso de Flash, na opinião do presidente do Yahoo! Brasil. “Na internet, o usuário tem pouco tempo, por isso acho melhor que o site da empresa tenha um HTML simples.” Adotando links patrocinados do Yahoo!, um motorista de van passou a captar novos clientes na internet, contou Ribenboim. “Agora ele tem uma frota.” Uma equipe de consultores do Yahoo! acompanha o anunciante por 60 dias. “Se os resultados não estiverem bons, entramos em contato para tentar melhorá-los”, afirma.

No caso dos grandes anunciantes, Ribenboim afirma que sempre que eles fazem alguma campanha offline, ela repercute no mundo online, com picos de busca. “Por isso é interessante complementar a campanha pela internet”, disse. O presidente do Yahoo! Brasil apresentou o case da Pepsi, que “comprou o nome” dos jogadores de futebol quando fazia uma campanha de TV com o time, que trouxe uma visibilidade 120% maior para a marca.

Vamos trabalhar juntos?

Deixe-nos entender como podemos ajudar!